Need you Now - Lady Antebellum

sábado, 9 de abril de 2011

Pleonasmo

Pleonasmo pode ser tanto uma figura de linguagem quanto um vício de linguagem. O pleonasmo é uma redundância (proposital ou não) em uma expressão, enfatizando-a.

Pleonasmo literário: também denominado pleonasmo de reforço, estilístico ou semântico, trata-se do uso do pleonasmo como figura de linguagem para enfatizar algo em um texto. Grandes autores usam muito deste recurso. Nos seus textos os pleonasmos não são considerados vícios de linguagem, e sim pleonasmos literários.

Ex: "O cadáver de um defunto morto que já faleceu"
"E rir meu riso"

Pleonasmo musical: que está presente nas letras das músicas.

Ex: "Vamos fugir para outro lugar"
"De jeito maneira, não quero dinheiro"

"Eu nasci há 10 mil anos atrás"

Pleonasmo vicioso: trata-se da repetição inútil e desnecessária de algum termo ou idéia na frase. Essa não é uma figura de linguagem, e sim um vício de linguagem.
Ex: "Estou organizando uma torcida organizada."


"quero te ver com meus olhos...",
"...e com os ouvidos te ouvir "
"Amanhecer o dia."
"Almirante da marinha."
"Prefeitura municipal."
"Goteira no teto." (não necessariamente um pleonasmo, já que você pode ter goteiras em outros lugares)
"Vereador da cidade."
"Surpresa inesperada."
"Encarar de frente."
"anônimo desconhecido."
"Anoitecer a noite."
"Entrar para dentro."
"Cursar um curso."
"Monopólio exclusivo."
"Um plus a mais."
"Descer pra baixo", "subir pra cima"
"Fato real", "ficção irreal"
"Sair para fora"
"Hermeticamente fechado"
"Filho homem"
"Herdeiro homem"

Dica:  qualquer substantivo coletivo específico é um pleonasmo, quando se indica expressamente o objeto que faz parte do conjunto. É bom lembrar que há dois tipos de substantivos coletivos: o específico e o genérico.
Ex: cardume de peixes, enxame de abelhas, multidão de pessoas.
O correto seria cardume (substantivo coletivo de peixes), enxame (substantivo coletivo de abelhas), multidão (substantivo coletivo de pessoas).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário